Saúde

O que acontece com a falta de saneamento básico?

Rede de esgoto, abastecimento de água, coleta de lixo, controle de insetos e vetores, são algumas medidas fundamentais. Porém, quando esses recursos não são disponibilizados, afetam diretamente a qualidade de vida. Saiba o que acontece com a falta de saneamento básico.

Esses serviços são fundamentais para garantir mais segurança para as pessoas de um local. Entenda mais sobre as consequências para a saúde, caso não haja o cuidado com as condições de um lugar.

O que é saneamento básico?

Saneamento básico consiste no conjunto de ações que têm como objetivo preservar ou melhorar o meio ambiente. Isso é feito para manter a saúde e prevenir o aparecimento de doenças.

 

Morar em um local próprio é direito do cidadão e está previsto pela Lei nº. 11.445/2007. Dentro dessas medidas estão as seguintes características:

 

  • limpeza urbana;
  • abastecimento de água;
  • esgotamento sanitário de qualidade;
  • instalações operacionais de drenagem urbana;
  • manejos de resíduos sólidos;
  • manejo de águas pluviais.

 

Ou seja, ele consiste nos serviços de tratamento de esgotos, coleta de lixo e acesso à água potável. Infelizmente, no Brasil ainda há diversas áreas que não têm essas condições disponíveis, sendo um grande desafio para o governo.

 

O que acontece com a falta de saneamento básico?

Quando não existem as condições de vida necessária para manter o bem-estar populacional, muitas consequências graves ocorrem, confira:

Enchentes

 

Diferentemente do que muitos pensam, as enchentes não são causadas pelas chuvas. Elas ocorrem pelo crescimento desordenado de uma área, sem o devido planejamento. Por isso, é fundamental que haja uma melhora nas drenagens públicas e na infraestrutura local.

 

Mosquitos

 

Com a falta de saneamento básico, há uma proliferação de mosquitos, muitos responsáveis por enfermidades preocupantes como: dengue, chikungunya, zika, febre amarela e malária.

Doenças

Além dos males vindos dos mosquitos, a falta de saneamento também gera outras doenças como: amebíase, diarreia aguda, giardíase, cólera, febre tifoide, hepatite, rotavírus etc.

 

Rios Mortos

 

Sem a limpeza da estação de tratamento de esgoto é comum que os dejetos sejam despejados diretamente nos rios. Como o esgoto não recebe o cuidado correto, os rios acabam ficando sem oxigênio. Logo, os peixes morrem e as águas são poluídas.

 

O que fazer para contribuir com o saneamento básico?

 

Para evitar que esses problemas ocorram em sua região, nunca jogue lixo nos rios. Além disso, para não contribuir com a população de mosquitos e pragas, elimine os focos de água parada e realize uma dedetização periódica.

Além das atividades práticas, as ações educativas também fazem parte do saneamento básico. Sendo assim, é importante conscientizar as crianças e moradores que costumam poluir seu local por falta de conhecimento. Com isso, é possível prevenir doenças, promover a saúde e preservar o meio ambiente.

Muitas vezes essas condições básicas não são oferecidas para a população mais carente. Porém, ao saber o que acontece com a falta de saneamento básico, o cidadão desperta para seus direitos, além de entender o seu dever em preservar a natureza.

Gostou do artigo? Então comente o que você costuma fazer para colaborar com a preservação do meio ambiente em seu bairro.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *